Ferramentas do ofício: Making Magic

05:48:00

Ilustração: Surian Soosay

Na série de posts Ferramentas do ofício postarei dicas de artigos, livros e palestras que ensinam um pouco mais sobre design de jogos.

Infelizmente a maioria do material de referência estará em inglês, pois é a lingua técnica mais acessível e utilizada pelo mundo.

Um ótimo recurso que encontrei quando estava procurando material para aprender mais sobre game design foi a coluna escrita pelo Mark Rosewater, chamada Making Magic.

Também conhecido como MaRo, ele coordena a equipe de design de Magic the Gathering na Wizards of the Coast/Hasbro, e é responsável pelo colossal trabalho que é ligar o design com as mecânicas e apresentar um jogo interessante.

Nessa coluna ele explica os passos utilizados em cada fase de criação do card game, estrutura dos blocos de expansão, playtest, e curiosidades sobre cartas específicas.

- Nuts and Bolts


A série de posts que achei mais útil para o desenvolvimento de GDA foi a série anual (sim, acompanhei os últimos três anos com uma crescente expectativa) intitulada Nuts and Bolts, que trata da criação passo a passo de um bloco de expansão fictício chamado Truth, Justice, and the American Way.

O primeiro post da série trata da utilização de códigos durante o design. Ele explica a importância do código em cada carta para rastreio das mudanças que ela sofre urante o playtest, e dá dicas do como criar um sistema de códigos padrão.

No segundo post, ele explica o conceito do esqueleto do design, que é o modelo de planilha com espaços definidos previamente, e que deve ser preenchido com mecânicas, efeitos e níveis de poder seguindo a filosofia das cores.

Como o jogo é Magic, ele sugere que caso o designer utilize variados níveis de poder em seu jogo, o design deve começar pelas cartas mais comuns, pois são as mais difíceis de criar.

É dado bastante ênfase na utilização de novas mecânicas nesses espaços, pois são as cartas comuns que definem a "pegada" do bloco e a introdução de novos temas.


Também fala dos processos transientes de design, Visão, Integração, e Refinamento, e como eles se relacionam com o próprio design do jogo, nas partes Arquivo de Cartas, Teste do Jogo, e Iteração.



Color Pie

Alem disso ele explica o conceito da torta das cores de magic em vários artigos. A color pie consiste nas filosofias das cores das manas e como isso ajuda a criar a identidade do jogo e atua como chamariz para os jogadores.

Isso influenciou fortemente a minha escolha de usar diferentes escolas mágicas, cada qual com seu estilo de fazer feitiços de forma particular e com suas filosofias próprias, com esse mesmo objetivo de encantar o jogador de forma com que ele se identifique com o universo do jogo.





10 Coisas que todo jogo precisa

O post dez coisas que todo jogo precisa também e bastante importante, pois explica os pontos fundamentais dos jogos, muito fáceis de serem esquecidos no momento da criação de mecânicas - sempre queremos adicionar mais conteúdo e elementos, quando o que faz um jogo bom é a escolha correta de cada mecânica, com o foco na qualidade, e não na quantidade.


A coluna Making Magic merece ser conferida por qualquer game designer de jogos de tabuleiro que utilize cartas como peças componentes do seu jogo.

Você tem alguma sugestão de artigo sobre gamedesign? Gostaria de um artigo sobre algum tema especifico? Comente a sua opinião!

0 comentários